terça-feira, 3 de janeiro de 2012

E então? Como está a sua cômoda?

É...mas um ano se inicia, e automaticamente fazemos as mesmas ou novas promessas que com muita dificuldade iremos cumprir ou não: emagrecer (no meu caso é engordar!), ser mais estudioso(a), organizado(a), amar mais, brigar menos, ser uma pessoa melhor, mais equilibrada, mais autruista...Enfim, dizemos sempre aquela velha frase: "Ano Novo, Vida Nova". Bom, mas não estou aqui para ser pessimista (afinal tem uma frase sobre pessimismo no cabeçalho!) em dizer que nunca conseguiremos cumprir essas e outras promessas, inclusive aquelas mais profundas. Pelo contrário quero chamar a sua atenção e te dizer que o sucesso dos teus desejos para esse ano em grande parte depende de você, da sua motivação e do seu empenho.
E aproveitando, que tal refletir novamente sobre a sua cômoda?
Para quem  não entendeu veja essa postagem aqui!
Que nesse ano você possa ter coragem e determinação para alcançar os teus sonhos jamais esquecendo de colocar todos eles nas mãos do Senhor.

Uma Boa Noite e um ótimo início de ano para todos.
Feliz 2012 !!!

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Você teria coragem de orar assim?

Navegando pela internet encontrei essa oração atribuída a uma mulher iraquiana que viveu possivelmente entre os séculos VII e VIII. Uma oração simples e ao mesmo tempo nos leva a refletir com profundidade a essência da adoração ao Pai.


Leia, medite e principalmente pratique.
Bom início de semana para todos!

"Se eu te adorar por medo do inferno, queima-me no inferno. Se eu te adorar pelo paraíso, exclua-me do paraíso. Mas se eu te adorar pelo que Tu és, não escondas de mim a Tua face”. (Rabia 800 D.C.)

domingo, 19 de junho de 2011

Razão do meu viver

Respondeu-lhe, pois, Simão Pedro: Senhor, para quem iremos nós? Tu tens as palavras da vida eterna.(João 6. 68)

Ao ler o capítulo 6 do livro de João nós podemos nos deparar com uma das maiores verdades que existe. Há muitos seguindo a Deus pelo que ele pode dar e não pelo que ele é! A mesma multidão que o seguia e que recebera o milagre da multiplicação dos pães e peixes foi a mesma que rejeitou suas palavras instantes depois, quando ele disse: "Trabalhai, não pela comida que perece, mas pela comida que permanece para a vida eterna, a qual o Filho do homem vos dará; porque a este o Pai, Deus, o selou."..."Eu sou o pão vivo que desceu do céu; se alguém comer deste pão, viverá para sempre; e o pão que eu der é a minha carne, que eu darei pela vida do mundo." Não é fácil dizer que Deus é a razão do meu viver, em um mundo onde só as coisas materiais parece que importa, mas o Espírito Santo é que me encoraja a dizer tal coisa e também a viver para Cristo. Ao ver que a multidão havia ido embora depois das "duras" palavras, Jesus olha para os 12 que ficaram e os indaga se eles também não queriam se retirar. Então Pedro ousadamente, movido pelo Espírito Santo responde: "Senhor, para quem iremos nós? Tu tens as palavras da vida eterna." Naquele instante imagino a alegria de Jesus em ouvir aquelas palavras de Pedro, pois Pedro e outros discípulos haviam finalmente entendido a dimensão e a importância de Cristo.

Quando nós conhecemos a Deus, de fato não sendo apenas meros religiosos, é impossível que não experimentemos e nos saciemos com este Pão  e esta Água da Vida. Sabe, em nenhum outro lugar nós podemos encontrar tanta graça, tanto amor, tanta paz, tanta justiça, tanta misericórdia ou tanta felicidade como nos braços do Pai. Por isso, quando eu quiser falar de Cristo para você, por favor, não me julgue, não se aborreça, não se retire, nem zombe, pois só quero compartilhar o que eu tenho certeza ser o melhor da vida: servir a Deus!

Deus te abençoe, Bom domingo!

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Aí pegou pesado!

     Navegando pela internet, encontrei essa charge. E fiquei pensando como está suja a reputação de nossos políticos. É importante lembrar que ainda há bons políticos no nosso país (obs: espécie em extinção), mas um dos grandes culpados pela elevada taxa de políticos corruptos por metro quadrado nos órgãos governamentais no nosso país é o próprio povo brasileiro. Não recomendo ninguém a se inscrever num partido político, mas também reprovo a atitude de muitos que escolhem o candidato na hora da votação, literalmente, pois encontraram no chão algum cartaz ou "santinho" com o nome e número do candidato, sem conhecê-lo. Isso sem falar daqueles que vendem o seu voto por algum tipo de benefício.
     O brasileiro precisa largar essa cultura de "votar em qualquer um", alegando que são "todos farinha do mesmo saco", o que não é verdade, pois com um mínimo de pesquisa e bom senso o eleitor encontraria um bom candidato em quem votar. Um candidato que se eleito trabalharia pelo bem do povo, que tivesse bons projetos e que tivesse atitudes esperadas para qualquer ser humano, como honestidade, sinceridade, responsabilidade e senso de moral.
     Torço para que nas próximas eleições o brasileiro saiba escolher bem os nossos representantes, por que depois não vai adiantar reclamar, nem xingar!

domingo, 29 de maio de 2011

Biomédica coordena projeto de Banco de DNA para ajudar famílias com filhos desaparecidos

Ajudar a elucidar casos de crianças e adolescentes desaparecidos. Este é o principal objetivo do projeto Caminho de Volta, criado pelo Centro de Ciências Forenses (Cencifor) da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, e coordenado pela biomédica Gilka Jorge Figaro Gattás.
O Caminho de Volta tem quatro eixos. O mais visível é a criação de um banco de DNA que permita a identificação de crianças encontradas, já que elas nem têm carteira de identidade. Há o banco de referência, com dados dos pais, e outro de questionamentos, com dados das crianças localizadas.
“Quando uma criança é encontrada, só há um pai e uma mãe compatíveis”, explica a coordenadora. “Cada vez que uma família entra no projeto, é acionado um programa que cruza os dados automaticamente.”
O banco de DNA é importante particularmente em casos de envelhecimento (por exemplo, crianças que desaparecem ainda bebês e reaparecem anos depois) e quando são encontrados restos de crianças mortas, porque evita o desgaste emocional da família — que normalmente seria chamada para fazer o reconhecimento.
Outro recurso do banco de DNA é permitir a identificação de crianças levadas para outros Estados e países, porque o sistema de coleta é muito simples. “É só fazer um furinho na polpa do dedo e coletar uma gota de sangue em papel de filtro. Depois de seco, o material pode ser guardado por 20 anos, à temperatura ambiente”, explica Gilka. Isso significa que uma criança encontrada no interior do Nordeste, por exemplo, pode ter o material coletado pelo próprio delegado, que em seguida o remete pelo correio. O Cencifor dispõe de um seqüenciador automático de DNA com capacidade para dois mil exames por semana.
Dois outros eixos do projeto são estreitamente ligados à Psicologia, já que a intenção não é apenas colaborar na elucidação dos casos, mas estudar as causas do desaparecimento e dar suporte psicossocial às famílias.

fonte: CRBM 1


Fico feliz em ver profissionais que utilizam seus conhecimentos para construir uma sociedade melhor, e não para simplesmente ter uma vida financeiramente bem sucedida. É hora de pensarmos grande!!!

Parabéns a Dr. Gilka Gattás e toda a sua equipe.

sábado, 14 de maio de 2011

BRASIL: AME-O OU DEIXE-O

video
Você deve estar se perguntando sobre o título: Esse não era um dos slogans da Ditadura Militar?
Era. E não precisamos remeter àquela época, onde tantos desrespeitos e atos desumanos foram cometidos contra nosso povo. Mas essa frase também tem seu lado verdadeiro. Será que hoje, nós amamos nossa nação? ou nosso patriotismo se resume aos jogos da seleção brasileira de futebol?
É comum encontrarmos essas duas situações: brasileiros que se acostumaram com os problemas da nossa nação e que acredita ser ela o melhor lugar do mundo para se viver por causa do carnaval, das novelas e do futebol; ou brasileiros que não param de "esculhambar" o nosso país, não fazem nada que contribua para a mudança e sonham em se mandar daqui.
Mas poucos são os brsileiros que enchergam a realidade do nosso país nua e crua, mas acreditam na mudança, e lutam por ela.

Hoje posso dizer que Deus colocou no meu coração ter amor pela minha nação, pois foi aqui que ele plantou os meus pés. Esse amor não é um amor idólatra, ou cego, ou fanático, não. Apenas posso dizer que esse amor não me deixa "chutar o balde". Acredito que o Brasil pode ser um lugar melhor. Mas isso só é possível se nosso povo se render a Cristo, pois sozinhos não somos capazes de nada, quer você creia ou não.

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Consegui !!!


Olá gente!

Quero pedir desculpas pois havia perdido a senha de acesso a esse blog, na verdade toda essa história de Contas do Google me confundiu um pouco, razão da qual desde agosto do ano passado não havia postado mais nada, mas enfim consegui ter acesso novamente ao meu blog.

Então é isso, vamuh que vamuh

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

"Inteligência" Humana?




Fazem mais de três meses que uma explosão numa das plataformas da British Petroleum iniciou um mega vazamento no Golfo do México, gerando uma catástrofe para a vida marinha da região, e até agora simplesmente o problema não foi totalmente resolvido, ou seja milhões de litros de petróleo continuam jorrando e causando destruição.
O que estamos observando é um exemplo da estupidez humana, a mesma humanidade que se acha tão inteligente, que gasta milhões em projetos espaciais inúteis ou em pesquisas de clonagem humana, que tem mais finalidade de querer confrontar Deus, porém não possui uma tecnologia capaz de tapar o poço de onde jorra o petróleo.
O derramamento de petróleo começou depois da explosão em 20 de abril da plataforma Deepwater Horizon, que deixou 11 mortos, e até o fim de julho vazou 780 milhões de litros de petróleo nas águas do Golfo do México, o que constitui a pior catástrofe ambiental da história dos Estados Unidos.
Diante de tudo isso não tem como não ficar triste com a humanidade.
Deixo aqui essas imagens como um protesto!
Que Deus nos abençoe, e nos proteja de "nós" mesmos.

domingo, 25 de julho de 2010

O Biomédico

Biomédico não come, degusta;
Biomédico não cheira, olfata;
Biomédico não toca, tateia;
Biomédico não respira, quebra carboidratos;
Biomédico não tem depressão, tem disfunção no hipotálamo;
Biomédico não elogia, descreve processos;
Biomédico não tem reflexos, tem mensagens neurotransmitidas involuntárias;
Biomédico não facilita discurssões, catalisa substratos;
Biomédico não admite algo sem resposta, analisa o hereditário;
Biomédico não fala, coordena vibrações nas cordas vocais;
Biomédico não pensa, faz sinapses;
Biomédico não toma susto, recebe resposta galvânica incoerente;
Biomédico não chora, produz secreções lacrimais;
Biomédico não espera retorno de chamadas, espera feedbacks;
Biomédico não perde energia, gasta ATP;
Biomédico não divide, faz meiose;
Biomédico não beija, permuta microorganismos;
Biomédico não se apaixona, sofre reações químicas !


Claro que isso é mais uma das bobagens que se encontra pela internet, foi só pra descontrair!
A verdade é que acima de tudo o Biomédico é um profissional que usa a ciência e a tecnologia à favor da vida.
Sinto-me honrado por Deus ter me colocado nesse caminho
Seja qual for sua escolha profissional, procure dar o seu melhor
Pois uma carreira profissional não deve estar pautada apenas na busca pelo bem estar pessoal, mas também na melhoria do meio ao qual estamos inseridos. Em outras palavras: Servir!

Bom domingo!

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Eu e a minha cômoda!


"Buscai, pois, em primeiro lugar, o reino de Deus e a sua Justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas" (Mateus 6,33)

Há alguns dias atrás, bem no meio da correria do dia-a-dia, percebi que o meu quarto estava um pouquinho bagunçado (...) Tá Bom! Meu quarto estava uma zona, parecia que tinha acabado de passar um furacão. Assim vi que não restava outra opção, precisava parar por alguns minutos para pôr em ordem toda aquela bagunça. Pois bem. Separei as roupas limpas das sujas (sim! elas estavam juntas); organizei meu guarda-roupa que mais parecia um chiqueiro; enfileirei uns livros numa prateleira, dei uma bela varrida no quarto e espirrei muito ao espanar a mesinha do computador. Só faltava agora organizar o restante dos livros, bugingangas e a montanha de papéis e distribuí-los pelas gavetas da cômoda que fica próximo à cabeceira da minha cama.
O interessante é que havia uma gaveta que eu nem precisei arrumá-la, pois estava intacta. Era uma gaveta que eu guardava revistas da Escola Dominical, livros cristãos, cifras, partituras e alguns folhetos evangelísticos. Pode se dizer que aquela gaveta era o "cantinho de Deus" na minha cômoda. Diferentemente, as outras quatro gavetas precisavam de uma arrumação, nelas eu guardava entre outras coisas: objetos pessoais, apostilas, materiais da faculdade, etc. Talvez isso não pareça dizer nada, mas naquele momento eu falei pra mim mesmo: "Essa cômoda, sou eu!"
Aquela gaveta com as coisas da Igreja estava intacta porque as outras coisas eram importantes demais para eu perder tempo lendo aqueles livros e revistas ou estudando as partituras para aperfeiçoar o talento de cantar e tocar que Deus me deu. Nisso também veio em minha mente que o meu tempo estava curto demais para ler a Bíblia ou passar mais de vinte minutos em oração. Deus me mostrou naquela hora que eu estava usurpando o lugar D'ele, colocando outras coisas em primeiro lugar na minha vida. Na verdade eu nem sabia o que estava mais em primeiro lugar na minha vida, se eram os estudos, as amizades, a família, minha religiosidade barata ou meu ego...só sei que me arrependi, pois quando usurpamos o lugar de Deus com qualquer outra coisa, somos tolos e idiotas. Pois sem Deus nada somos. Deus não quer participar da nossa vida como coadjuvante ou mesmo como um mero amuleto. Ele nos diz: "Sem mim nada podeis fazer..." e "Olhai para as aves do céu; não semeiam, não colhem, nem ajuntam em celeiros; contudo o vosso pai celeste as sustenta. Porventura não valheis vós muito mais do que as aves?"

Entregue o lugar de honra da tua vida para Deus: o primeiro lugar!
Bom Fim de Semana.